Equipe econômica de Bolsonaro quer congelar salário mínimo

Governo quer retirar ajuste pela inflação da Constituição. Medida deve retirar economia R$ 37 bilhões dos trabalhadores

A equipe econômica comandada por Paulo Guedes estuda retirar da Constituição Federal a norma que obriga a correção anual do salário mínimo pelo índice da inflação. A informação foi passada pelo Boradcast/Estadão.

Segundo a publicação, o objetivo do governo é impedir o desequilíbrio fiscal. Para 2020 o salário mínimo vai passar dos atuais R$ 998 para R$ 1.039, esse aumento de R$ 40 leva em conta apenas a variação da inflação, ou seja, caso aprovada a proposta, aumento anual pode ser ainda menor em 2021.

Medida ainda é apoiada por deputados da base do governo e que pode ter impacto ainda nos programas sociais do governo, como Bolsa Família e Minha Casa, Minha Vida.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s