Crivella lança plataforma inovadora de interação com universitários

Ideia de criação do programa surgiu da necessidade de uma interação maior da Prefeitura com o meio acadêmico

O prefeito do Rio de Janeiro, Marcelo Crivella, lançou nesta segunda-feira, 23 de setembro, a plataforma Universidade.Rio, um programa de interação com os estudantes voltado para temas relacionados ao Plano de Desenvolvimento Sustentável (PDS) da cidade. O plano define diretrizes e ações a serem implementadas até 2030, alinhadas aos Objetivos do Desenvolvimento Sustentável (ODS), estabelecidos pela Organização das Nações Unidas (ONU).

A iniciativa, da Secretaria Municipal de Meio Ambiente, em parceria com a Casa Civil e a Secretaria Especial de Turismo, vai oferecer desde estágios remunerados até atividades complementares, como palestras, oficinas e debates para os acadêmicos, além de sugestões de temas para pesquisas que podem contribuir para mudanças na cidade.

– Essa plataforma abre as portas da Prefeitura para o mundo acadêmico. Vamos trazer pessoas para estagiar com a gente. Nesse primeiro momento, turismo e meio ambiente, mas depois vamos abrir em todas as áreas. A Prefeitura está trabalhando com obras, meio ambiente, hospitais, e há atividades em todos os setores da ciência. É difícil definir quem vai ganhar mais com esse projeto, se os estudantes ou a Prefeitura. Sem dúvida, será uma troca riquíssima para ambos os lados – disse Crivella, durante cerimônia no Palácio da Cidade, em Botafogo.

A ideia de criação do programa surgiu da necessidade de uma interação maior da Prefeitura com o meio acadêmico. A demanda partiu das instituições de ensino superior: trabalhos de conclusão de curso carecem de uma temática mais municipal. A pretensão da Secretaria Municipal de Meio Ambiente é, no ano que vem, promover concursos de monografias ou artigos científicos para estimular as universidades a pensar mais o Rio.

Na Plataforma Universidade.Rio, os usuários vão encontrar o aplicativo aPlanet, em que poderão acompanhar todos os eventos da cidade relacionados ao Plano de Desenvolvimento Sustentável. O aplicativo será responsável por registrar na plataforma as horas de atividades complementares que poderão ser validadas pelas instituições de ensino.

– Os alunos, hoje, são obrigados a fazer 360 horas de atividades extracurriculares. A gente vai colocar no aplicativo todas as possibilidades de eventos que têm a ver com a Prefeitura, não só de meio ambiente. O aplicativo vai funcionar como uma lista de eventos, em que o aluno pode se inscrever para participar, e, nos que ele estiver presente, vai gerar um currículo – explicou o secretário municipal de Meio Ambiente, Marcelo Queiroz.

A plataforma está oferecendo 31 vagas de estágios remunerados em:

Biologia, Ciências Ambientais, Engenharia Ambiental, Engenharia Civil, Engenharia Química, Engenharia Florestal, Arquitetura, Administração, Geologia, Comunicação Social, Design, Direito, Relações Internacionais, Veterinária e Geografia. 

Também serão oferecidas vagas para estágios obrigatórios não remunerados – o estudante precisa cursar para obtenção do diploma. As inscrições para os estágios remunerados vão até o dia 30 de setembro e podem ser feitas por meio do Universidade.Rio.


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s