Grrêmio estudantil: uma saída politizada em Duque de Caxias

A Prefeitura de Duque de Caxias, através da Secretaria Municipal de Educação, está implantando os Grêmios Estudantis em 51 escolas da rede, que atendem do 5º ao 9º ano do Ensino Fundamental. A proposta da SME é o fortalecimento e a ampliação dos grêmios a fim de que os alunos desenvolvam o pensamento crítico e participativo. Nesta segunda-feira (23/09), a Escola Municipal Barão do Rio Branco, em Gramacho, promoveu o processo eleitoral para as cinco chapas concorrentes.

Para a diretora da unidade, profª Genivalda Nemézia de Souza, os alunos estão muito entusiasmados com esta atividade. “A comissão organizadora dos alunos estava montando as urnas desde as 8 horas. Eles se uniram para construir as chapas e foram às salas, com o objetivo de expor e debater o plano de governo deles. Enfim, a votação está sendo um show de democracia”, explicou.

Muito empenhada com toda a organização, a membro da comissão e aluna do 9º ano de escolaridade, Ludmila da Costa, de 14 anos, contou que o grêmio estudantil instituído na unidade educacional será muito bom para ajudar no cumprimento dos deveres. Ela também citou a necessidade da execução das propostas de campanha, como a rádio comunitária no colégio.

Feliz com a ação, o prefeito de Duque de Caxias, Washington Reis parabenizou a todos os envolvidos. “Esta iniciativa é de extrema importância para a formação dos nossos alunos. O Grêmio Estudantil é a instância máxima e legítima da participação dos estudantes no ambiente escolar. Queremos formar cidadãos críticos e participativos na sociedade,” contou.

A formação do grêmio atende ao princípio que consta no art. 206, inciso Vl, da Constituição Brasileira e no Plano Municipal de Educação. A PMDC também deu um importante passo ao instituir, em 2017, a Lei da Gestão Democrática, que garante autonomia às escolas por meio da consulta pública para a escolha dos gestores, a formação dos grêmios estudantis e o fortalecimento dos conselhos escolares.

Segundo a assessora de Gestão Escolar da SME, Alcineia Oliveira, a meta é que, até o final deste ano, as 51 escolas tenham o seu grêmio instituído. “Estamos no processo de construção. Um dos principais objetivos desse movimento também é incentivar a participação dos alunos nas atividades da escola, organizando campeonatos, palestras, projetos e discussões junto aos pais, professores, funcionários, coordenadores e diretores. Eles também atuarão junto à programação e construção das regras no ambiente escolar,” destacou.

Já a secretária de Educação, profª Cláudia Viana, explicou que esse é um movimento que dá oportunidade aos estudantes de se expressarem e criarem propostas para a melhoria da comunidade escolar. “É a oportunidade de dar voz aos alunos para que eles entendam o valor de sua representatividade. A educação não se resume apenas ao aprendizado em sala de aula, ela é muito mais ampla,” esclareceu.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s